Respira, Segura e Solta!
A peça

A peça

Uma mulher em crise se apaixona pela voz da meditação guiada que a conforta. Nesse processo solitário de escuta, aguçado pelo estado de paixão, ela conecta-se a um novo coletivo formado por sua própria voz, pelas vozes dos artistas, pensadores e amigos que alimentam sua imaginação, e pela voz do próprio público, dialogando tanto sobre os motivos de sua crise, quanto sobre os caminhos para a reconciliação com o mundo ao seu redor.

Todas essas entidades se transformam numa alcateia capaz de ativar a força das memórias artísticas guardadas em seu corpo, mente e afetos.

O TEXTO

Muitas poesias, músicas e falas que compõem a dramaturgia de Respira, Segura e Solta! foram compiladas de textos reais compartilhados nas redes sociais durante a pandemia, alimentando um imaginário de referências que, juntas, fazem sentido e ganham cores de discurso coeso.

A curadoria, “apropriação” e edição dessas mensagens – jogadas ao mundo em garrafas virtuais – criam um fluxo de raciocínio que é, senão um retrato desse conturbado 2020, um mapa para acessar referências tão variadas quanto poéticas à respeito da arte e do mundo contemporâneos.

A montagem de Respira, Segura e Solta! em Salvador tem apoio financeiro do Estado da Bahia através da  Secretaria de Cultura e da Fundação Cultural do Estado da Bahia (Programa Aldir Blanc Bahia) via Lei Aldir Blanc, direcionada pela Secretaria Especial da Cultural do Ministério do Turismo, Governo Federal.